ESTERILIZAÇÃO PELO CALOR ÚMIDO


Água Fervente - Os Fungos, quase todos os vírus e as formas vegetativas das bactérias são esterilizados em poucos minutos em água fervente. Como a temperatura de fervura depende da altitude local, como há resistência de grande parte dos esporos bacterianos quanto à esterilização em temperaturas abaixo de 100ºC e devido à grande incidência de vírus da hepatite, a prática de tentar esterilizar seringas, agulhas e instrumentos para pequenas cirurgias por meio de fervura durante 10 a 15 minutos está hoje formalmente contra indicada.

 

Tindalização - Esse processo consiste em submeter um líquido ou um material semi-sólido à temperatura de 100ºC (vapor fluente, em autoclave com válvula de escape aberta) durante 30 a 60 minutos, por 3 dias consecutivos, conservando-o nos intervalos do tratamento térmico à temperatura ambiente.

 

Calor Úmido sob pressão (autoclavação) - O emprego do calor úmido sob pressão é o processo mais usado em esterilização e deve ser o método de escolha, desde que possível. Há uma relação entre temperatura empregada e o tempo necessário para a esterilização. Quanto maior a temperatura, menor o tempo necessário.

Em geral utiliza-se T 121ºC por mais ou menos 15 a 30 minutos.

 

 

ESTERILIZAÇÃO PELO CALOR SECO

 

 

Flambagem em chama direta - Esse método é restrito à esterilização de alças de platina utilizadas em bacteriologia ou na coleta de materiais e na flambagem de boca de tubos e de pipetas, nas técnicas assépticas.

 

 

Forno de Pasteur - A esterilização em forno de Pasteur necessita de temperaturas maiores e de exposições mais longas que as empregadas em autoclaves. A ação letal resulta do ar que o circunda. É fundamental que a totalidade do material permita penetração do calor. Devido a essas restrições, o forno de Pasteur tem um número restrito de aplicações.

 

Desinfetantes são produtos químicos usados para matar ou controlar o crescimento de microorganismos. Eles matam os microorganismos em sua forma ativa, vegetativa, mas usualmente não na forma de repouso ou defesa, tal como os esporos de bactérias ou fungos.

 

A desinfecção geralmente não mata todos os microorganismos presentes, mas reduz o seu número a um nível não ameaçador à saúde. Os agentes bactericidas matam as bactérias; os agentes bacteriostáticos apenas diminuem o crescimento das bactérias.

Anti-sépticos são produtos químicos usados para controlar o crescimento de microorganismos em tecidos vivos.

Produtos químicos normalmente usados como desinfetantes

 

Nome químico ou comum

Efetivo contra

Uso

Álcool 70%

Isopropílico ou etanol


Bactérias, mycobacterium e alguns vírus

Pele e superfície

Halogênio (hipoclorito)

Vírus e bactérias

Superfícies

Aldeídos (formaldeído e glutaraldeído)

Bactérias, vírus, esporos, fungos e mycobacterium

Superfícies

Fenóis

Maioria das bactérias e vírus, mycobacterium

Superfícies

Sais de amônio quaternário

Bactérias , alguns fungos

Superfícies